Dois oficiais da GNR arguidos por caso de tráfico de droga

Qua, 30/11/2022 - 11:44


Um Tenente da GNR, adjunto do Comandante do destacamento territorial da GNR de Torre de Moncorvo, e o seu irmão, capitão do Serviço de Trânsito da GNR a exercer funções no Porto, foram constituídos arguidos por suspeita de envolvimento num processo de tráfico de estupefacientes, cujo processo de inquérito decorre no Ministério Público de Mirandela

Tudo indica que os dois irmãos terão sido constituídos arguidos no âmbito do processo “semente em pó”, nome dado à operação realizada pela GNR de Mirandela, em junho deste ano, que culminou com a detenção de seis pessoas suspeitos de pertencer a uma rede de tráfico de droga, que se dedicava à aquisição de cocaína, nos distritos do Porto e Vila Real, com o produto estupefaciente a ser tratado, acondicionado e enterrado em locais ermos, no concelho de Mirandela, para ser revendido a consumidores dos concelhos de Mirandela, Valpaços, Vila Flor, Chaves e Boticas, revelou, na altura, a GNR.

Atualmente, estão em prisão preventiva quatro dos detidos: um deles é familiar dos dois oficiais da GNR agora constituídos arguidos.

Escrito por Terra Quente (CIR)