Notícias

  A GNR deteve hoje um homem por posse de armas proibidas em Rebordelo, no concelho de Vinhais.
“Declarações lamentáveis”. É desta forma que Hernâni Dias, autarca de Bragança e presidente da administração da Resíduos do Nordeste classifica as críticas da presidente do Município de Mirandela, à condução do processo de recolha de lixo nos cinco Municípios da Terra Quente Transmontana, depois da greve dos funcionários, na última semana de 2017. 
Nuno Gonçalves destaca as principais prioridades do orçamento da Câmara Municipal de Torre de Moncorvo. A aposta da edilidade é na reflorestação da Serra do Seboredo.  
Até 15 de Março é o prazo que os proprietários de terrenos florestais terão para limpar as suas terras. 
O capital estatutário da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste foi aumentado, através do Ministério das Finanças, em 6 milhões e 400 mil euros. 
A propósito do complicado processo em torno da recolha do lixo na Terra Quente, a presidente do Município de Mirandela tece duras críticas à administração da Resíduos do Nordeste.
O CIT – Centro de Interpretação do Território, em Sambade, concelho de Alfandega da Fé recebeu, esta terça-feira, uma extensão do VI Douro Film Festival. Nesta mostra de cinema foi exibida a curta metragem "Raízes" da autoria de Bruna Silva, natural de Alfandega da Fé, que arrecadou uma Menção Honrosa no Festival.  
34 trabalhadores da empresa FCC Environment, responsável pela recolha do lixo, nos últimos 20 anos, nos 5 Municípios da Terra Quente Transmontana (Mirandela, Vila Flor, Macedo de Cavaleiros, Carrazeda de Ansiães e Alfândega da Fé), estão sem exercer qualquer função, desde o final de ano, mas continuam a apresentar-se, todos os dias, no antigo local de trabalho, no aterro sanitário de Urjais, Mirandela. Isto porque, a nova empresa, que ganhou o concurso para prestar o serviço, não integrou a grande maioria dos funcionários. Por indicação do sindicato, e pelo facto de não terem sido despedidos, nem reintegrados na nova empresas, os funcionários vão continuar esta luta até meados de Fevereiro até estarem reunidos os prazos legais para pedir a suspensão dos contratos de trabalho.
Os Brigantinos estão descontentes com o facto de terem de levantar o correio registado que não foi entregue no seu domicílio ou as suas encomendas na Loja Note, no Bragança Shopping.