Notícias

PUB.
 O vale do Tua já tem sinal rádio. As comunicações foram melhoradas com a instalação de um repetidor, no alto do Freixo, em Alijó. Quer isto dizer que em caso de sinistro na linha ferroviária ou no próprio rio, os meios de socorro já poderão comunicar entre si, facilitando as operações.
A sociedade Bragança Polis vai ser liquidada até ao final deste mês. A decisão foi tomada em assembleia-geral da sociedade. 30 dias depois da liquidação o administrador deve entregar as contas finais da empresa e o relatório de partilha dos activos.
Cerca de 1200 hectares de olival transmontano foi afectado pelas geadas de Novembro do ano passado. O que equivale a cerca de 200 mil oliveiras mortas que deixam de ter produção efectiva.
Macedo de Cavaleiros pode receber o serviço de esterilização do Centro Hospitalar do Nordeste. É pelo menos uma das alternativas em estudo.
  Já está concluído mas só vai abrir em Novembro. As obras já terminaram no SPA da Estalagem Senhora da Neves, em Alfândega da Fé, mas agora é preciso dar formação aos quatro profissionais que ali vão trabalhar.
A assembleia municipal de Bragança aprovou ontem à noite a constituição de duas associações: a associação Brigantia EcoPark e a associação Régia-Douro Park. Estas entidades envolvem as câmaras municipais de Bragança e Vila Real, o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e PortusPark.  
Um indivíduo foi identificado ontem pela GNR, em Torre Dona Chama, Mirandela, por se encontrar a caçar espécies não permitidas por lei. Foi durante uma operação de fiscalização da Equipa de Protecção da Natureza e do Ambiente e a Equipa de Protecção Florestal de Mirandela.
Outubro do ano passado era o prazo estabelecido no acordo entre a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros e a ARS-Norte para a instalação do serviço de convalescença na unidade hospitalar de Macedo de Cavaleiros. Esse prazo não foi cumprido, e ainda este ano se previu um atraso maior quando as obras estiveram paradas.
Há um ano que entraram em funcionamento as primeiras Unidades de Saúde Familiar no país. Já são 141, mas até ao momento só há uma no distrito de Bragança. As autoridades de saúde reconhecem que no interior do país não está a ser fácil instalar este tipo de serviço de saúde.