Prisão domiciliária para jovem que terá incendiado viaturas e caixotes do lixo em Mirandela

Sex, 13/01/2023 - 12:28


O tribunal de Mirandela aplicou, ontem, prisão domiciliária com pulseira eletrónica, ao rapaz de 19 anos, detido, pela Polícia Judiciária de Vila Real, suspeito de ser o autor dos crimes de homicídio tentado e incêndio, no concelho de Mirandela, nos primeiros dias do ano

No entanto, até que uma equipa da vigilância electrónica verifique se a residência do detido, em Vila Nova das Patas (Mirandela), oferece condições para instalar o equipamento, o detido fica em prisão preventiva.
Os factos ocorreram durante a noite e madrugada, entre os dias 2 e 4 de janeiro, em diversos locais do concelho de Mirandela, “quando o arguido, por motivos fúteis, ateou, com recurso a um produto combustível, os incêndios em quatro veículos automóveis ligeiros e num pesado de mercadorias, e ainda em três contentores do lixo de utilização pública”, adianta a PJ em comunicado.
Ao que conseguimos apurar, o jovem, agora detido pela PJ, já tem antecedentes criminais, o último dos quais aconteceu no mês de novembro, quando a PSP de Mirandela o deteve, nas imediações da escola
secundária pela posse de cinco armas brancas. Também já tinha sido detido pela GNR de Mirandela, em março de 2022, por furto de uma máquina de tabaco num café, em Carvalhais.
Entretanto, a investigação continua e não está colocada de parte a possibilidade haver mais detidos por envolvimento nos casos.

Escrito por Terra Quente (CIR)

Foto: Rádio Terra Quente