PUB.

Nuno Loureiro (Rebordelo): "Na minha opinião temos feito muito com pouco"

PUB.

Qua, 16/09/2020 - 11:51


Nuno Loureiro, técnico do Rebordelo, diz que não é fácil contratar jogadores. Ainda assim, o clube tem realizado boas temporadas e na última, que terminou de forma precoce devido à Covid-19, ficou na segunda posição do campeonato distrital.

Nuno Loureiro garante que a sua equipa “não é candidata ao título”, mas que será sempre competitiva. “O Rebordelo tem feito boas épocas porque tem tido jogadores dedicados. O Rebordelo não tem estrutura nem capacidade financeira para ombrear com algumas equipas do distrital. Mas, enquanto eu for treinador o Rebordelo não vai para nenhum jogo para empatar”, afirmou.

Para o treinador é difícil competir em termos financeiros com outras equipas do distrital, sendo, por isso, o Rebordelo um bom exemplo de quem faz muito com pouco. “Às vezes, em brincadeira, costumo dizer que começam a nascer poços de petróleo em alguns campos. Nós, infelizmente, não temos essa sorte. Na minha opinião temos feito muito com pouco".

Nuno Loureiro acrescenta ainda que é difícil segurar os jogadores no plantel, pois a maioria acaba por sair para outros patamares do futebol, como é o caso de Adriel que ingressou no GD Bragança. “Por norma costumámos potenciar jogadores e acabam sempre por sair para outros patamares. Saíram jogadores que eram importantes na manobra da equipa e voltamos sempre ao início”.

Sobre o início do campeonato distrital, previsto para o dia 18 de Outubro, Nuno Loureiro mostra-se reticente, devido à Covid-19, e defende mesmo que não devia começar. “Tenho uma ideia muito vincada em relação ao assunto, não só por trabalhar na saúde, e penso que o campeonato não devia começar, mas as autoridades de saúde é que sabem”.

O Rebordelo está ainda em prova na Taça de Portugal, tendo ficado isento da primeira eliminatória, marcada para o dia 27 de Setembro.

 

 

Jornalista: 
Susana Madureira