PUB.

Mulher morre num acidente de carro perto da aldeia de Cabanelas

PUB.

Qui, 28/03/2024 - 08:15


Uma mulher de 55 anos morreu, na tarde desta quarta-feira, na sequência de um acidente de viação que ocorreu na Estrada Nacional 315, próximo do cruzamento de acesso à aldeia de Cabanelas, no concelho de Mirandela

O óbito foi declarado no local pelo médico da equipa da VMER (Viatura Médica de Emergência e Reanimação), adiantou o comandante dos bombeiros de Mirandela, Luís Carlos Soares.

Ao que conseguimos apurar, a vítima, uma agricultora que residia naquela localidade, conduzia a sua viatura no sentido Cabanelas/Mirandela e preparava-se para entrar num ramal de acesso à sua casa, quando, por razões ainda por apurar, se deu a colisão com uma outra viatura que vinha no mesmo sentido, provocando um embate violento contra os rails de proteção da estrada. Na altura, chovia com intensidade na zona do acidente.

O alerta para o acidente aconteceu às 16,50 horas, “Quando as equipas de socorro chegaram ao local do acidente, a vítima estava encarcerada e já se encontrava em paragem cardiorrespiratória”, refere o comandante dos bombeiros de Mirandela.

O corpo foi levado para o gabinete do Instituto de Medicina Legal, no hospital de Mirandela onde será realizada a autópsia. O condutor da outra viatura envolvida no acidente, um homem de 30 anos, sofreu ferimentos ligeiros.

Nas operações de socorro, estiveram nove operacionais dos bombeiros com o apoio de três viaturas, a equipa da VMER e a ambulância SIV (Suporte Imediato de Vida) do INEM.

A tomar conta da ocorrência esteve uma equipa do destacamento de trânsito da GNR que procedeu ao corte da circulação do trânsito, nos dois sentidos, para as operações de socorro e de remoção das viaturas acidentadas, bem como da limpeza da via. A circulação foi reposta meia hora depois do acidente.

Entretanto, foi acionada uma outra equipa da GNR de investigação de crimes em acidentes de viação para apurar as causas que estiveram na origem deste acidente que provocou uma morte.

Escrito por Terra Quente (CIR)

Foto: Rádio Terra Quente