Fundação Caixa CA – Alto Douro apoia 25 IPSS de Bragança e Vila Real

Sex, 02/12/2022 - 08:54


A Fundação Caixa CA - Alto Douro apoiou este ano 25 Instituições Particulares de Solidariedade Social dos distritos de Bragança e Vila Real com um total de 50 mil euros

A iniciativa não é nova e os montantes vão comparticipar candidaturas que podem ser de vários âmbitos, como para obras, aquisição de equipamentos e realização de atividades.

Ajudas que podem fazer a diferença, considera Cândida Braz, Presidente da Fundação Caixa CA Alto Douro. "Eu acho que faz a diferença, às vezes. Imagine-se, uma cadeira de banho, numa instituição, um comutador para um idoso, num lar, trabalhar... são pequenas coisas que fazem a diferença. Não temos dinheiro para fazer grandes feitos mas temos quantia suficiente para fazer pequenas diferenças que se traduzem em qualidade de vida para quem usufrui das IPSS".

Do concelho de Macedo de Cavaleiros foram contempladas três instituições: a CERCIMAC, o Centro Social de Santa Maria Madalena de Grijó e o Centro Social de São Geraldo das Carrapatas. A estas duas últimas foram atribuídos 1500€ e 2000€, respetivamente, que vão ser utilizados para requalificar o serviço de apoio domiciliário, refere o diretor de ambas, o Padre Eduardo Novo. "Efectuámos as candidaturas no sentido de requalificar aquilo que é o serviço de apoio domiciliário. Concretamente na melhor qualidade para os utentes, naquilo que é a conservação da alimentação, com material prático, que são as marmitas, e depois tudo aquilo que gira em torno do utente, nomeadamente a estimulação cognitiva e a comunicação com e para os familiares. Estes apoios incentivam e são um grande auxilio nestes tempos difíceis que as IPSS vivem".

O Centro Social e Paroquial São Genésio de Celas, em Vinhais, também recebeu uma ajuda, neste caso no valor de 883€, que vão servir para dar continuidade a um projeto gastronómico que permite angariar fundos para a IPSS, como explica a Diretora Técnica, Andrea Pinto. "Este apoio é muito importante porque nos permite continuar a dar vida num espaço onde os recursos já são bastante escassos. Desta vez foi para darmos continuidade a um projecto que já tínhamos, que é a Escola Activa. Aproveitamos os recursos locais, sobretudo a nível gastronómico, para fazermos compotas e doces, fazendo depois o escoamento desses produtos. Fazemo-lo no centro, com a ajuda dos utentes e voluntários. Isto é muito importante porque continuamos sem ter acordos com a Segurança Social. Portanto sobrevivemos graças a este tipo de ajudas e donativos e à câmara"

Os contratos entre a Fundação Caixa CA - Alto Douro e as IPSS contempladas foram assinados em Macedo de Cavaleiros.

Escrito por Onda Livre (CIR)