PUB.

André Ventura defendeu em Macedo de Cavaleiros a criação de um plano de apoio e emergência à agricultura

PUB.

Qui, 29/02/2024 - 17:56


André Ventura esteve, esta tarde, em Macedo de Cavaleiros, num almoço comício com vários militantes do Chega e o candidato a deputado pelo distrito de Bragança

José Pires aproveitou a presença do líder do partido para reclamar melhores condições para os agricultores da região. “Aqui a agricultura é uma tarefa para pessoas duras, resilientes. A terra é pobre e o clima implacável, os agricultores lutam contra a erosão do solo, o acesso à água, à falta de transportes, à falta de infra-estruturas e, principalmente, com a estupidez e ignorância de um Ministério da Agricultura”, apontou.

André Ventura deixou bem claro, é preciso um plano estratégico de apoio à agricultura e garantiu que o irá fazer assim que for formado o Governo. “É inadmissível viverem num país onde têm que pagar centenas de impostos só pelo facto de serem agricultores. É inadmissível viverem num país onde os custos de energia, a maior parte, vão para o Estado, porque são impostos sobre a energia e os combustíveis. O que nós temos de dizer é que não queremos uma agricultura de miseráveiszinhos, nem de subsídio-dependentes. Queremos uma agricultura com menos impostos para que possam trabalhar, criar riqueza, gerar emprego também na agricultura”, disse, garantindo que “nos primeiros 30 dias de Governo” terão “um plano de apoio e emergência à agricultura nacional em Portugal”.

No comício, o candidato do Chega pelo distrito, José Pires, disse ainda que é preciso melhorar as acessibilidades da região. “Uma viagem de Vinhais a Bragança, que são 30 Km, fazemos mais de 45 minutos. Para irmos a Miranda do Douro é mais fácil ir por Espanha, as acessibilidades são melhores. E que dizer de Freixo de Espada à Cinta, onde é mais fácil chegar de Macedo ao Porto do que a Freixo? Duramos mais de duas horas. Por isso, doutor André não se esqueça de nós”, vincou.

À saída do almoço, confrontado com a falta de acessibilidades na região, André Ventura vincou que é uma luta do partido. “Vamos lutar por isso. Um dos grandes desafios desta legislatura vai ser precisamente as acessibilidades. Quanto às portagens, estabeleci um grande objectivo, uma grande meta, que é em todo o Interior do país desenvolver uma comissão para a abolição das portagens”, adiantou.

O líder do Chega, esta tarde, em Macedo de Cavaleiros, num almoço comício.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Ângela Pais