Mirandela continua a integrar lista dos Municípios que demoram mais tempo a pagar aos fornecedores

Qui, 14/06/2018 - 10:31


Freixo de Espada à Cinta, Mirandela e Macedo de Cavaleiros integram a lista dos 51 municípios portugueses que demoram mais de dois meses a pagar aos fornecedores. Os dados constam do barómetro trimestral da DGAL – Direção-Geral das Autarquias Locais - relativo ao final do primeiro trimestre deste ano.

Os dados revelados pela DGAL indicam que o Município de Freixo de Espada à Cinta é o nono pior do país. O executivo liderado por Maria do Céu Quintas regista um prazo médio de pagamento de quase 9 meses, mais concretamente 264 dias, aumentando em 25 dias, comparativamente a Dezembro de 2017.
Já o Município de Mirandela é o 16º pior pagador do país. O executivo liderado pela socialista, Júlia Rodrigues, demora em média cerca de seis meses a pagar aos fornecedores, fixando-se nos 174 dias, ainda assim, menos dois dias se comparado com o final de 2017, mas mais 11 dias do que o prazo que se registava a 30 de Setembro, ou seja, ainda na altura do executivo liderado por António Branco.
Na lista negra, está ainda o Município de Macedo de Cavaleiros que é 22º pior de Portugal na hora de pagar aos fornecedores, demorando, em média, 5 meses, mais concretamente 151 dias.
Trata-se de um pior desempenho do executivo liderado por Benjamim Rodrigues, em seis dias, quando comparado com o final de 2017, mas se recuarmos a 30 de Setembro, o atual executivo socialista demora mais 32 dias a pagar do que a gestão anterior da autarquia, então liderada por Duarte Moreno.
Na liderança deste ranking, está o Município da Nazaré com 785 dias, ou seja, precisa de mais de dois anos para pagar aos fornecedores.
Recorde-se que, nos termos da legislação em vigor, compete à DGAL divulgar trimestralmente a lista dos municípios que tenham um prazo médio de pagamentos superior a 60 dias.
Os dados utilizados foram retirados da aplicação informática SIIAL em 16 de maio de 2018, de acordo com a informação reportada pelos municípios.
O universo de análise, foi de 289 Municípios com informação validada, ficando apenas 19 com informação em falta ou não validada, sendo que apenas um é da região. Trata-se do Município de Alijó, no distrito de Vila Real.

Escrito por Terra Quente (CIR)