Bloco de Esquerda promove formação interna dos militantes

Qua, 14/02/2018 - 11:16


O Bloco de Esquerda está preocupado com o facto de o processo da regionalização não ter seguimento, assim como o problema do lixo do Cachão resolvido e várias questões relacionadas com a saúde no distrito. Estas foram algumas das questões levantadas pelos militantes deste partido, no II Encontro Autárquico do Bloco de Esquerda de Trás-os-Montes e Alto Douro, que decorreu no passado sábado em Bragança. 

“O processo da regionalização está em cima da mesa e é algo que a maioria de Trás-os-Montes dos simpatizantes e os militantes dos Bloco defendem, a questão da interioridade, a questão das portagens, a questão do fecho de um balção em Vila Real. Em Mirandela, visitei o Hospital de Mirandela é completamente degradante a forma, que não faz nenhum sentido ser um hospital Médico-Cirúrgico não ter um cirurgião entre as 14h00 e as 24h00. Em Bragança, os enfermeiros estão atolados de trabalho e os médicos realizarem serviços de 24 horas, os assistentes operacionais são poucos para o trabalho que existe, e nós estamos a nível nacional a fazer propostas para refundar este serviço Nacional de Saúde”, refere é Joni Ledo, deputado municipal do Bloco de Esquerda, de Vila Flor. 

O deputado critica o facto de no Hospital de Bragança, os enfermeiros se encontrarem atolados de trabalho e os médicos realizarem serviços de 24 horas, como acontece em vários casos do país. Estas declarações foram recolhidas no âmbito do segundo encontro autárquico onde esteve Maria Manuel Rola, deputada na Assembleia da República, pelo círculo eleitoral do Porto, em Bragança e criticou a política governativa actual do governo de encerrar cada vez mais os serviços no interior, referindo o caso dos CTT.

“A questão dos CTT que mesmo estando privatizados não deixam de prestar um serviço público, porque o caderno de encargos que gere essa concessão está a ser completamente violado e ainda assim não existe uma reversão dessa concessão justificada por parte deste governo” declara Maria Manuel Rola.

O segundo encontro autárquico contou com a presença de militantes de vários pontos do distrito de Bragança e do distrito de Vila Real como a militante Mariana Falcato Simões que têm tido um papel activo contra o encerramento do balcão dos CTT da Araucária, em Vila Real.
Escrito por: Brigantia