Notícias

Uma família de sete pessoas ficou desalojada depois de um incêndio, na passada sexta-feira, ter destruído por completo a sua habitação, em Vila Nova das Patas, Mirandela. Um curto-circuito poderá ter sido a causa desta tragédia.
Os bombeiros de Bragança já têm autotanques para distribuição de água e combate a incêndios. A corporação não possuía qualquer viatura deste género, agora tem quatro mas nenhuma delas foi adquirida. As cisternas são provenientes de processos judiciais.
Seis consórcios apresentaram propostas para a subconcessão do Douro Interior. O concurso destina-se à concepção, construção, financiamento, manutenção e exploração, sem cobrança de portagem, de cinco lanços do IP2, entre Valebenfeito e Celorico da Beira, e de três lanços do IC5, entre Murça e Miranda do Douro. A concessão integra também a exploração e manutenção, sem cobrança de portagem, do lanço do IP2 entre Macedo de Cavaleiros e Velebenfeito.
O troço da Linha do Tua entre a Brunheda e a estação de Foz-Tua poderá reabrir até ao final desta semana. Segundo a Refer, na sexta-feira foi retirada a dresina acidentada e foram feitos os primeiros estudos das estruturas afectadas. A Refer acredita por isso que durante esta semana possa ser reaberta a linha, salientando que aparentemente os estragos não foram muito avultados.
Luís Filipe Menezes defende a descentralização de alguns serviços do Estado para o interior do país. A proposta foi apresentada pelo líder do PSD na conferência sobre “Interioridade e Coesão Territorial” que decorreu este fim-de-semana em Bragança, no âmbito do roteiro “Mudar Portugal”.
A Juventude Socialista de Bragança está preocupada com a falta de emprego no concelho. O sentimento transpareceu no balanço do primeiro ano de mandato do actual coordenador concelhio.
Já foi adjudicada a construção e concepção da rede comunitária de banda larga da Terra Quente Transmontana. Um investimento de 7,7 milhões de euros que vai permitir a cerca de 90 mil pessoas da região terem acesso à Internet e a serviços avançados de banda larga. A obra física deve começar no mês de Maio e deve estar concluída em Janeiro do próximo ano.
Depois de ter ganho o ajuste directo das ligações aéreas entre Bragança, Vila Real e Lisboa, a empresa transportadora de Braga já anunciou que vai concorrer ao concurso público para a adjudicação definitiva  da linha.
A derrocada de pedras e terras que ontem ocorreu na linha do Tua reacende o debate sobre se a via-ferroviária deve continuar aberta ou não. O governador civil de Bragança considera a hipótese de pedir ao Governo que mande encerrar a linha enquanto não estiverem reunidas todas as condições de segurança.