Notícias

Os escritores de Bragança e Zamora vão estar reunidos na XIX Feira do Livro de Bragança, que começa hoje na cidade. O encontro está marcado para a próxima segunda-feira e pretende dar a conhecer as obras literárias das duas regiões.  
O Festival Carviçais Rock, em Torre de Moncorvo, vai ser de borla para o público. É uma das grandes novidades do regresso do evento, após um ano de interrupção. As outras são o retorno do certame à aldeia e o cariz mais roqueiro do cartaz, que entre outros apresenta: Rádio Macau, Blasted Mechanism, Blind Zero e Trabalhadores do Comércio. 
O Instituto Politécnico de Bragança não se quer ver envolvido em casos de tribunal por causa das praxes. Para tal, está a sensibilizar os estudantes para a necessidade de encarar as praxes académicas como actos de integração na comunidade estudantil.  
Foi, ontem, adjudicada, a uma empresa da especialidade, a demolição da habitação que se encontra em risco iminente de colapso, em Mirandela. A empresa tem agora sete dias para concretizar os trabalhos de demolição.  
Os pescadores já voltaram ao mar, mas enquanto durou a greve provocaram prejuízos nos retalhistas de peixe.É o caso das peixarias tradicionais do interior do país. 
Já arrancou mais um Programa de Voluntariado Jovem para as Florestas. Uma iniciativa que visa vigiar e limpar o lixo de áreas florestais para minimizar o risco de incêndio.  
Para combater a obesidade infantil a Escola Básica do 1.º Ciclo no Campo Redondo, em Bragança, recebe hoje o “Roadshow Movimento Energia Positiva”. Um evento que está a percorrer todos os distritos do país com o objectivo de sensibilizar os mais novos para a problemática da obesidade.  
Em tempo de constantes aumentos dos combustíveis há sempre quem dê o exemplo de alternativas mais económicas que o carro, desde que se esteja disponível para prescindir dele. André Lages, um comerciante de Carrazeda de Ansiães, que faz quase todas as suas deslocações numa bicicleta que transformou num pequeno veículo de mercadorias. 
O santuário da senhora do Amparo, em Mirandela, foi novamente assaltado. Esta manhã, o juiz da Mesa da confraria deparou-se com o cenário de destruição. Os larápios abriram o cofre e levaram cerca de 200 euros em dinheiro e espalharam os cheques que estavam no escritório.