Tiago Antunes abriu o caminho para a vitória do GDB

Dom, 14/10/2018 - 20:10


Vitória por 2-0 foi o resultado do Grupo Desportivo de Bragança, esta tarde, frente ao FC Vinhais, na segunda jornada do Campeonato da Divisão de Honra Repsol Gás da A.F. Bragança.

Os golos só surgiram na segunda parte e após a entrada de Tiago Antunes. O ponta de lança mexeu com o ataque dos brigantinos, aos 77 minutos abriu o activo. Nuno Silvano fechou as contas aos 82’, o médio fixou o resultado em 2-0.

Para Carlos Silva, técnico do GDB, o vento complicou a tarefa da sua equipa nos primeiros 45 minutos.

“O vento na primeira metade não nos deixou praticar o futebol a que estamos habituados a praticar, ainda assim tivemos duas oportunidades claras de golo que não conseguimos concretizar. Na segunda parte, a favor do vento, nós conseguimos colocar mais a bola no chão”.

O primeiro golo do Bragança surgiu numa altura em que o FC Vinhais estava reduzido a dez elementos. O central Paulo Afonso viu vermelho directo aos 66’.

Carlos Silva recorda, no entanto, as oportunidades de golo falhadas pela sua equipa antes da expulsão do jogador adversário.

“Nós fizemos o nosso trabalho. Já tínhamos tido uma bola no poste e uma situação com a baliza escancarada e rematámos ao lado”.

Sobre a expulsão, Carlos Garcia, técnico do FC Vinhais, não coloca e causa a decisão do árbitro mas lamenta que momentos antes não tenha assinalado uma falta a favor da sua equipa.

“Quero ver quantas equipas vão chegar ao fim com 11 jogadores contra o GDB. O meu jogador é bem expulso, mas antes há uma falta a favor da minha equipa que não foi assinalada, seguidamente o jogador do GDB isola-se e surge a falta do meu jogador. Se, antes, o árbitro assinala a falta o meu jogador não teria sido expulso”.

Para Carlos Garcia a sua equipa realizou uma boa partida. “Enquanto estivemos 11 contra 11 tivemos mais bola, mais jogo, mais atitude e oportunidades”.

Apesar da derrota, Carlos Garcia mostra-se satisfeito com a atitude e a prestação dos seus jogadores, destacando o facto de a sua equipa ser formada pela prata da casa.

“Estou muito contente com os meus jogadores. Fizemos uma primeira parte de alto nível num distrital em que mais de 70 por cento dos jogadores já são de outros países. Uma equipa, como a nossa, que joga com os jogadores da terra e vem a Bragança fazer o jogo o que fez só tem que me deixar contente, apesar do resultado”.  

Ainda na jornada 2, o Vimioso venceu o Argozelo por 1-2, o Macedo empatou a zero com o Vila Flor SC, o Rebordelo também empatou sem golos com o FC Carrazeda e o Vilariça – GD Sendim terminou com uma igualdade a quatro bolas.

Já ontem o Carção venceu os Estudantes Africanos por 2-3.

Na tabela classificativa, Bragança e Vimioso partilham a liderança, ambos com seis pontos cada.

 

 

Jornalista: 
Susana Madureira