PUB.

Plano da EDP reduziu em 90% os incêndios no Baixo Sabor

PUB.

Ter, 30/06/2020 - 09:24


A EDP investiu 850 mil euros num plano de redução de risco de incêndio no Baixo Sabor, que abrange uma área de seis mil e seicentos hectares de terreno da albufeira

O programa foi implementado desde há 6 anos no âmbito das medidas de compensação da construção da barragem e a eléctrica fez agora um estudo acerca do impacto. O director da área da sustentabilidade da EDP Produção, Nuno Portal, avança que uma das conclusões aponta para uma redução do histórico de incêndios em 90% nas áreas abrangidas. “São áreas muito grandes e havia necessidade de as preservar, nomeadamente em termos de incêndios. Nesse âmbito foi criado este plano. Estamos a proteger 6600 hectares de zonas de incêndio, onde se reduz a possibilidade de os haver. Com o investimento que foi feito, em termos de prevenção, consegui-se reduzir em 90% aquilo que era o histórico de incêndios nesta área”.

Para além de medidas como a intervenção em 200 hectares de áreas agrícolas abandonadas, Nuno Portal destaca o papel da gestão de combustíveis e o trabalho das equipas locais permanentes, ao longo do ano. “No período de inverno a vegetação é cortada, em sítios que estão estrategicamente pré-definidos, para que quando surja a época de incêndios estes não se propaguem por aí. Nas épocas de incêndios, essa mesma equipa entra numa fase de prevenção em colaboração com o CDOS de Bragança e os resultados têm sido excelentes”.

O estudo conclui ainda que o investimento inicial teve um retorno de dois milhões de euros nos últimos seis anos na região do Baixo Sabor. “Se não houvesse lá nenhuma intervenção haveria, seguramente, mais incêndios. Isso está comprovado. Não haveria também nenhum ganho para a região como a criação de postos de trabalho, recuperar zonas agrícolas que estavam abandonadas e acessos. Trouxe um ganho para a região que está estimando em mais de dois milhões de euros”.

A empresa acredita que o investimento anual através deste plano equivale a cerca de um dia de combate a incêndios, sendo que por cada euro investido, a região recebeu 2,60 euros.

Escrito por Brigantia

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro