Orçamento de Bragança cresce 10% em 2019

Ter, 04/12/2018 - 11:12


Na última assembleia municipal de Bragança foi discutido e aprovado o orçamento para o próximo ano. 

Tem um valor de 41 milhões e 464 mil euros, mais elevado do que o ano anterior. O presidente da câmara de Bragança, Hernâni Dias, explica que o aumento se deve à execução de obras de requalificação, umas já em curso outras que vão começar já no próximo ano. “O orçamento para 2019 tem um acréscimo de 10%, comparativamente ao ano de 2018. O aumento financeiro traduziu-se no investimento ao nível de intervenção física que vai ser necessário promover em variadíssimas obras, nalgumas que estão em curso e outras que vão iniciar-se no ano de 2019. E isto justifica o aumento no orçamento”, referiu.

O orçamento para o próximo ano vai estar focado em três áreas distintas: social, reabilitação urbana e mobilidade, como adianta o autarca. “É um orçamento virado para a infra-estruturação e é o resultado do que o município tem desenvolvido, em três áreas: social, na reabilitação urbana e na mobilidade. Estamos a construir um modelo de cidade amiga do ambiente, como por exemplo nas obras com a criação de vias clicáveis e pedonais”, esclareceu Hernâni Dias.

Já a oposição critica o orçamento. Dinis Costa, do Partido Socialista, refere que este não envolve a participação da comunidade. “Há um conjunto de apreciações negativas que fazemos a este orçamento, desde logo, o facto de não ser um orçamento participativo que tenha envolvido a comunidade e que não olha para médio e longo prazo, e por isso é um plano pouco ambicioso e modesto. Não tem uma visão de fixação de população e não se associa à valorização do território com o Parque Natural de Montesinho que é uma coisa que ainda agora ficou evidente, é que temos um presidente de costas voltadas para as entidades que gerem o Parque Natural de Montesinho”,

O município de Bragança tem uma dívida de 3 milhões de euros, relativa a este ano. O presidente do município considera que é “dívida insignificante para um município como Bragança”. Escrito por Brigantia.

Foto: Município Bragança

Jornalista: 
Maria João Canadas