O número de lotes do projecto de requalificação da Zona Industrial de Mirandela vai diminuir

Qua, 14/03/2018 - 11:36


Vai ser reformulado o projecto para a expansão e requalificação da Zona Industrial de Mirandela, que serviu de base a uma candidatura aprovada, há cerca de um ano, pela comissão directiva do Norte 2020, no âmbito do concurso de pré-qualificação a operações de acolhimento empresarial.

Na altura, a candidatura previa a criação de 67 lotes, mas o actual executivo camarário, entende agora, que isso implicaria um investimento avultado, pelo que decidiu reduzir o número de lotes para 41.

Júlia Rodrigues referiu que essa diminuição de custos permitirá aplicar as verbas na melhoria dos arruamentos da zona industrial

“É uma reformulação realizada pelo estudo dos técnicos da Câmara Municipal de Mirandela e pela Associação de Municípios relativo ao declive do próprio terreno e havia lotes que o próprio declive do terreno não possibilitaria a construção de um armazém ou então levaria a custos acrescidos pela movimentação de terras. Houve uma reformulação de projectos e está a ser feita a alteração da candidatura, porque vamos ficar com 41 lotes. Mas teremos custos dos armazéns para os investidores a um valor razoável e por outro lado teremos uma diminuição do custo de arruamentos inerentes à própria expansão da Zona Industrial. Isso vai possibilitar que essas verbas sejam canalizadas na requalificação da actual Zona Industrial que também é urgente” frisou Júlia Rodrigues.

A presidente do Município de Mirandela entende que será um aproveitamento dos terrenos mais realista e precavendo situações de falta de segurança nas futuras construções.

“Há muitos investidores que estão interessados em avançar com a aquisição de lotes de terrenos e ainda temos alguns lotes de terrenos na actual Zona Industrial. Está a ser feito esse levantamento e estão a ser contactados todos os proprietários. O regulamento diz que existe um prazo para a construção de uma infra-estrutura. Existem alguns acordos do anterior executivo relativamente aos lotes” referiu Júlia Rodrigues.

O projecto de alargamento da zona industrial de Mirandela vai sofrer alterações, com a diminuição de 67 para 41 lotes de terreno disponíveis para a instalação de empresas.
Recorde-se que o projecto inicial previa um investimento a rondar os três milhões e cem mil euros, dos quais dois milhões e seiscentos mil euros correspondiam a financiamento comunitário.

Escrito por: Terra Quente (CIR)