PUB.

Festa da Cereja animou fim-de-semana prolongado em Alfândega da Fé

PUB.

Ter, 11/06/2019 - 10:13


Terminou ontem mais uma Festa da Cereja, em Alfândega da Fé. O certame reuniu cerca de 80 expositores que promoveram os produtos locais, mas com destaque para a cereja, a rainha da feira, que este ano os produtores levaram em quantidade e apresentou também qualidade. 

“Já participo nesta feira há cinco anos e a quantidade que trago não é muita, 400 ou 500 quilos, vende-se bem”, contou uma das produtoras.

“Já o ano passado fiquei surpreendido pela positiva. Este ano a qualidade da cereja está excelente a nível de calibre, de quantidade também”, explicou.

Para a presidente da câmara, Berta Nunes, esta feira que se realiza há mais de 30 anos, é também uma forma de promoção turística que traz retorno ao concelho. “É uma montra do concelho e uma forma de divulgar o nosso território e atrair turistas, ao mesmo tempo que estamos a promover os nossos produtores e produtos. Além da cereja, temos todos os outros produtos locais que são muito importantes, o azeite, a amêndoa, compotas, o fumeiro.

O investimento é de cerca de 200 mil euros para toda a festa, incluindo espetáculos. Da nossa avaliação, o retorno paga bem, do ponto de vista não só do que se vende, como do que os restaurantes fazem e o alojamento está lotado, conseguimos, sem dúvida, aumentar o turismo”, sublinou.

No certame, marcou presença o Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas, que destacou algumas medidas de apoio à agricultura, como a que vai levar as cantinas de diferentes instituições públicas a comprar parte dos alimentos localmente.

“Já temos um conjunto de medidas em curso, uma delas tem a ver com a contratação pública. Cantinas escolares, hospitalares, militares, de instituições de solidariedade social vão ter de comprar uma quota-parte do que é o seu fornecimento a fornecedores locais. O ministério da educação já deu essa orientação, no próximo ano escolar já isso vai funcionar”, adiantou.

A animação esteve a cargo dos DAMA, Per7ume, Cuca Roseta e Minhotos Marotos.

A gastronomia também esteve em destaque ao longo dos 4 dias de festa da cereja, com o projecto Alfândega da Fé à Mesa, repetiu-se ainda o Encontro de Pastores, com mostra de ovinos e caprinos, e a Meia Maratona da Cereja. Escrito por Brigantia.

Jornalista: 
Olga Telo Cordeiro