Esquadra da PSP de Mirandela ganha o estatuto de complexa

Sex, 12/01/2018 - 11:35


Desde o dia 2 de Janeiro, a esquadra da PSP de Mirandela deixou de ter a categoria de destacada, passando a ter o estatuto de complexa. Uma decisão da direcção nacional da PSP, como confirma Amândio Correia, comandante distrital da PSP de Bragança. 

Este novo estatuto significa uma promoção na hierarquia da estrutura orgânica daquela força de segurança, permitindo outra dimensão organizacional, desde logo passa a existir um quadro de comando, com um comissário, quando anteriormente só previa um oficial (sub-comissário).
Na sequência desta decisão, houve também troca de comandantes na esquadra mirandelense. O agora comissário Bruno Machado foi transferido para Bragança, depois de quatro anos a liderar a esquadra da cidade do Tua. Em sentido contrário, de Bragança para Mirandela, vem o comissário Rui de Carvalho chefiar uma esquadra onde já tinha estado entre 1997 e 2013
Esta promoção foi uma reivindicação constante dos autarcas de Mirandela, que já vinha desde 2011, quando foi inaugurada a nova esquadra, mas sempre com a ambição de que fosse possível o aumento do número de efectivos, que actualmente ronda os 60 agentes.
No entanto, o comandante distrital coloca água na fervura nessa possível ambição, revelando que não está previsto nenhum aumento do número de polícias para Mirandela.
Confrontado com o facto de a esquadra de Mirandela ter vários agentes de baixa, Amândio Correia diz que é uma situação normal e que também está relacionada com o facto de uma grande percentagem do efectivo já ter mais de 55 anos de idade
No entanto, ao que apuramos, a possibilidade da esquadra receber mais recursos humanos, ainda não estará fora de questão, mas tudo vai depender da calendarização dos próximos concursos de oficiais e de novas colocações de agentes, que levam sempre o seu tempo. Escrito por Terra Quente (CIR)