Cadeia de Informação Regional está no ar há 20 anos

Sex, 14/09/2018 - 12:29


Há duas décadas que a CIR emite notícias em Trás-os-Montes e Alto Douro através da cadeia de rádios, que foi mesmo apadrinhada por Arons de Carvalho, Secretário de Estado da Comunicação Social na altura.

 

Há 20 anos a realidade da comunicação regional era diferente. A rádio noticiava o dia-a-dia da região, mas as limitações técnicas e humanas impediam muitas vezes um relato abrangente da região e foi neste contexto que nasceu a CIR – A Cadeia de Informação Regional. Estava assim constituído um elo de ligação para a região de Trás-os-Montes e Alto Douro para dar a conhecer a realidade informativa aos transmontanos. João Faiões, era o director da Brigantia da altura e explica que a ideia foi juntar recursos. "A CIR, tal como a conhecemos hoje, começou há 20 anos, mas o embrião dessa CIR começou alguns anos antes com parcerias com algumas rádios. E daí depois foi-se alargando ao que é hoje a CIR e à cobertura dos dois distritos de Bragança e Vila Real. Nasceu por uma necessidade que as rádios tinham, porque estavam muito circunscritas e a única forma que encontramos foi unir esforços, os recursos de todas as rádios estrategicamente distribuída pelos dois distritos", conta.

Dia 14 de Setembro de 1998, o então Secretário de Estado da Comunicação Social, Arons de Carvalho, esteve presente no lançamento do noticiário regional. Foram 5 rádios que fizeram parte da cadeia do acordo inicial (sendo composta pela Brigantia, Terra Quente, Ansiães, Independente de Vila Real e Rádio Montalegre). Um projecto inovador e inédito, destaca Fernando Sérgio Silva, coordenador de programação da Terra Quente.

"Isto foi um projecto completamente inovador, não havia nada igual no país, e ao longo dos anos até copiado por vários operadores nacionais noutros pontos do país. Existem hoje em dia várias associações de rádios que copiaram o nosso modelo de funcionamento, de facto foi uma aposta ganha nesse sentido, a cobertura local e regional ganhou uma nova abrangência que não existia antes de haver a CIR", destacou.

A CIR liga actualmente 6 rádios da região, com dois noticiários regionais. O rigor, informação independente e a objectividade são os princípios que constituíram o livro de estilo da CIR.

Uma data a assinalar. Neste dia, há 20 anos os transmontanos ganharam um espaço noticioso de carácter regional.

Hoje a CIR emite nas rádios Brigantia, Terra Quente, Ansiães, Onda Livre, Universidade FM e Montalegre.

Jornalista: 
Maria João Canadas