Autarca de Miranda do Douro defende aposta na industrialização e exportação dos produtos endógenos

Qui, 16/02/2017 - 10:22


O Município de Miranda do Douro quer apostar cada vez mais na industrialização e exportação dos produtos endógenos do concelho, aliados à internacionalização da própria cultura mirandesa. 

Melhorar a qualidade dos produtos, adaptá-los a novos mercados e aumentar as exportações é a estratégia assumida pela autarquia.

O presidente do Município de Miranda do Douro, Artur Nunes, revela que a próxima edição do Festival “Sabores Mirandeses”, que começa já amanhã e decorre até Domingo, está vocacionada para a concretização destes objectivos, na medida em que estarão representados os principais produtos do concelho e estão previstas as visitas de empresários estrangeiros, como é o caso de empresários irlandeses. “Nesta feira estamos a abrir a possibilidade dos empresários virem aqui para depois, através das nossas empresas também estarmos lá. Por exemplo, as barricas do whiskey irlandês “Jameson” são feitas em Palaçoulo…. Vão estar aqui empresários irlandeses que vão visitar as fábricas que já exportam para a Irlanda…. Através daquilo que já temos, queremos ir mais longe”, frisou o autarca.

Miranda do Douro tem apostado em várias parcerias transfronteiriças, como por exemplo geminações com cidades europeias e a próxima deverá ser a cidade irlandesa de Sligo.

Incentivar os produtores a industrializarem os produtos é outra das prioridades e há novidades nesse campo, como a produção de hambúrgueres de carne mirandesa, que já são uma realidade ou a instalação de uma fábrica de presuntos no concelho, cujo projecto privado já foi apresentado à autarquia.

Além do artesanato, da indústria da cutelaria e da tanoaria, Artur Nunes acredita que é importante apostar na industrialização das carnes mirandesas.

Além da carne mirandesa, ou seja a carne de bovino com Denominação de Origem Protegida, a autarquia quer incentivar a produção de ovinos de raça churra galega mirandesa e porco bísaro. “Se conseguirmos evoluir para a industria, não tenho duvidas que os produtos endógenos do planalto mirandês podem ter aqui este papel positivo na dinamização da economia, na criação de postos de trabalho, fixação de pessoas e toda uma indústria associada à produção animal, de carnes e derivados de carnes”, salientou.

Os produtos endógenos de Miranda do Douro, entre os quais se destaca ainda a bola doce, são promovidos amanhã, sábado e domingo em mais uma edição do Festival de Gastronomia e Artesanato “Sabores Mirandeses”, que decorre no Jardim dos Frades Trinus. Escrito por Brigantia. Foto: Rota da Terra Fria Transmontana.

Jornalista: 
Sara Geraldes